CHEFS E ORADORES

RODRIGO OLIVEIRA (MOCOTO, SÃO PAULO, BRASIL)

RODRIGO OLIVEIRA (MOCOTO, SÃO PAULO, BRASIL)

Também conhecido como Rodrigo Mocoto, apelido que dá também nome aos seus restaurantes, Rodrigo é um dos novos Jurados do MasterChef Brasil e um dos nomes mais influentes e respeitados da Gastronomia Brasileira. Premiadíssimo, aos 42 anos, coleciona indicações de renomadas publicações internacionais especializadas, como a revista Food & Wine, e os jornais Le Figaro, Financial Times e El País. Ele foi premiado com uma estrela do Guia Michelin e o 23º lugar do ranking Latin America’s 50 Best da revista britânica Restaurant em 2021, além de ser estar listado entre o Melhor da Cozinha Brasileira pela Folha de São Paulo.
RODRIGO OLIVEIRA (MOCOTO, SÃO PAULO, BRASIL)

RODRIGO OLIVEIRA (MOCOTO, SÃO PAULO, BRASIL)

Também conhecido como Rodrigo Mocoto, apelido que dá também nome aos seus restaurantes, Rodrigo é um dos novos Jurados do MasterChef Brasil e um dos nomes mais influentes e respeitados da Gastronomia Brasileira. Premiadíssimo, aos 42 anos, coleciona indicações de renomadas publicações internacionais especializadas, como a revista Food & Wine, e os jornais Le Figaro, Financial Times e El País. Ele foi premiado com uma estrela do Guia Michelin e o 23º lugar do ranking Latin America’s 50 Best da revista britânica Restaurant em 2021, além de ser estar listado entre o Melhor da Cozinha Brasileira pela Folha de São Paulo.
MICHEL VAN DER KROFT (t’NONNETGE, HARDERWICK, PAÍSES BAIXOS)

MICHEL VAN DER KROFT (t’NONNETGE, HARDERWICK, PAÍSES BAIXOS)

Michel van der Kroft iniciou a sua carreira como aprendiz de cozinheiro em restaurantes Holandeses de estrelas Michelin. Pouco tempo depois mudou-se para a Suíça, onde conheceu uma jovem portuguesa com quem viria a casar, a linda Maria do Céu. De regresso à Holanda, Michel trabalhou em vários restaurantes de prestígio, até obter o grau oficial holandês de Master Chef. Em 2006 assume o cargo de chef Executivo do restaurante ‘t Nonnetje, para o qual conquistou uma estrela Michelin em 2008 e a segunda estrela na edição de 2015 (que mantem até hoje) com uma cozinha criativa, leve e atual baseada nos produtos da terra e do mar.
JOANA BARRIOS (24 KITCHEN)

JOANA BARRIOS (24 KITCHEN)

A Joana Barrios não é chef, não tirou um curso de cozinha nem aprendeu o que é “suposto” aprender-se para ser chef. Para ela, cozinhar é uma espécie de superpoder, dá para tudo: refrescar, aquecer, mimar, reconfortar. Este superpoder permite-lhe controlar o que come e comer o que gosta, transformando hábitos e alimentos a seu bel-prazer.

Diogo Rocha (Mesa de Lemos)

Diogo Rocha (Mesa de Lemos)

Nasceu em 1983, em Canas de Senhorim, na região de Viseu. Desde cedo foi parar à cozinha profissional, por vocação. E descobriu que era o que queria fazer para o resto da vida. Na decisão de seguir o curso de cozinha, teve o apoio do Chef Vitor Sobral que não lhe deixou margem para duvidas e o encaminhou bem cedo para a necessidade absoluta de estudar. Em 2019 conquistou a tão desejada estrela Michelin na “sua” Mesa de Lemos, um dos espaços mais lindos do nosso País. Em 2022 somou a esta a Estrela Verde do Famoso Guia. É o mais antigo Padrinho do Evento e um dos Chefs mais acarinhados pelos Vaguenses. A Vagueira fica sempre rendida às suas apresentações, prometendo este ano, um novo momento surpreendente.
ANN KRISTIN (AK CATERING)

ANN KRISTIN (AK CATERING)

A segunda classificada do ultimo programa do MasterChef Portugal, é um dos rostos mais dinâmicos do mundo da Blogosfera em Portugal. Entrou no programa televisivo para convencer as pessoas a verem para além da sua beleza, e não é que conseguiu mesmo? Com o seu jeito divertido, gosta de fazer twists nas receitas tradicionais, e encontrou em Portugal, um bom ponto de partida para o seu projecto. Tem 32 anos, nascida e criada na Dinamarca, vive em Portugal há vários anos porque não aguenta o frio do norte da Europa. É também Madrinha do evento.
LUCA BORDINO (LUCA FOOD GROUP)

LUCA BORDINO (LUCA FOOD GROUP)

Apesar da sua juventude conta já com uma vasta experiência e muitas aventuras pelo mundo da Gastronomia. Formado na Escola de Hotelaria de Lisboa, trabalhou na Quinta dos Frades com Igor Martinho, antes de se dedicar durante alguns anos á Cozinha Divina, com Chakall. Passou pelo Ritz Carlton Penha Longa Resort antes de uma aventura o levar a Chefia do BOCA, primeiro restaurante Português em Singapura, um excelente trabalho que foi muito reconhecido em Portugal e no Oriente. O seu prazer pela Aventura levou-o a novas descobertas e tem passado os últimos anos a levar a Gastronomia Portuguesa aos Mais Variados países Indonésia, Filipinas ou Nova Zelândia.
HUGO ALVES (NORMA, GUIMARÃES) CCA2021

HUGO ALVES (NORMA, GUIMARÃES) CCA2021

Com 29 anos, Hugo Alves é cozinheiro no estrelado restaurante Pedro Lemos, no Porto. No dia 30 de novembro, ganhou em Vila Nova de Gaia, a 32ª edição do maior e mais importante concurso de cozinha para profissionais em Portugal, o Chefe Cozinheiro do Ano, e junta-se agora a um conjunto de nomes importantes para o setor e gastronomia nacional. Bracarense, formou-se em cozinha e pastelaria na Associação Comercial de Braga e a nível profissional passou pelos Hotéis de Bom Jesus, Braga e Tempus Hotel & Spa, Ponte da Barca e integrou a equipa do Antiqvvm, Porto, onde chegou a subchefe. Seguiram-se experiências no The Yeatman, no Hotel AS 1829 e no Restaurante Pedro Lemos. Abriu recentemente o seu primeiro projeto a solo, o NORMA, em Guimarães.
LOUIS ANJOS (AL SUD, LAGOS) *MICHELIN CCA2014

LOUIS ANJOS (AL SUD, LAGOS) *MICHELIN CCA2014

Filho de emigrantes nos EUA (entretanto regressados), Louis Anjos nasceu em Yonkers, cidade do estado de Nova Iorque, mas aos seis anos os pais decidiram que ele deveria começar a vida escolar em Portugal e por aqui ficou, apesar de até hoje ter dupla nacionalidade. Terminados os três anos do curso, o percurso profissional prosseguiu por diversos restaurantes da região, fazendo pratos tradicionais e muita comida “de tacho”, até que por volta de 2009 decidiu que era hora de partir à descoberta e enviou currículos para diversos restaurantes e hotéis que admirava. O convite viria do algarvio Vila Vita Parc, ainda sem o Ocean, de Hans Neuner, onde teria os primeiros contactos com a tal “outra cozinha”, depois o Vilalara e as Suites Alba (aqui já como chefe de cozinha), ambos também no Algarve, com estágios curtos no londrino Viajante, de Nuno Mendes, e no basco Martín Berasategui. Houve ainda um ano em Lisboa, no restaurante Largo, a convite do chefe Miguel Castro e Silva, que estava a deixar o lugar. Foi Chefe Cozinheiro do Ano em 2014.De volta ao Algarve, ao Bon Bon, chegou ao actual Al Sud, um projecto novo que o atraiu inclusive pela beleza do local, no Palmares Resort, com vista para a baía de Lagos.
ANTONIO QUEIROZ PINTO (RESTAURANTE TORMES, BAIÃO)

ANTONIO QUEIROZ PINTO (RESTAURANTE TORMES, BAIÃO)

Cresceu entre a cozinha e a sala da histórica Pensão Borges, em Baião. Estagiou em cozinha na Casa da Calçada e mais tarde teve uma experiência no Dos Cielos, em Barcelona. De volta a Portugal em 2014, começou a sua maior aventura: chefiar o restaurante de Tormes, na Fundação Eça de Queiroz.
JAVI OLLEROS (CULLER DE PAU, OGROVE, ESPANHA)

JAVI OLLEROS (CULLER DE PAU, OGROVE, ESPANHA)

O chefe do Culler de Pau, Javier Olleros, nasceu, em 1974, em Lucerna. Mas rapidamente veio para O Grove, onde a família abriu um hotel e restaurante no qual Javier Olleros deu os seus primeiros passos na cozinha, iniciando uma carreira que o levaria, em 2009, a abrir o Culler de Pau, que em 2013 ganharia uma estrela Michelin e, já em 2021, uma segunda estrela. Uma conquista inédita para um restaurante galego nos 85 anos que o guia vermelho leva de história na região. Em 2022 somou a estas inéditas conquistas, a Estrela Verde do Guia mais famoso do mundo.
CRISTINA SA MARQUES (RATIONAL AG)

CRISTINA SA MARQUES (RATIONAL AG)

Cristina Sá Marques, 48 anos, Chef Consultora da RATIONAL AG à 14 anos. A paixão pela cozinha começou logo na infância, quando escondia os bolos depois de os fazer por achar que nao iria ser descoberta e tinha de os comer sozinha! Com uma mae cozinheira de mao cheia e as raízes ligadas tanto ao Minho pela Mae (Monçao) como ao Alentejo pelo Pai (Ermidas do Sado), o quente da cozinha, os paldares e cheiros fortes sempre foram o seu lugar de eleiçao.
CRISTINA RUBINA (TALLER 14, MADRID)

CRISTINA RUBINA (TALLER 14, MADRID)

Finalista do Concurso Chefe Cozinheiro do Ano 2020, em que conquistou o 2º Lugar, a jovem Madeirense tem um grande talento escondido que não se reflete na sua baixa estatura. Irrequieta, energética e destemida, coloca sempre a sua identidade nas suas criações. Depois de uma temporada a chefiar o Historico Cub Allard em Madrid, iniciou recentemente o projeto Taller14.
LUCAS AZEVEDO

LUCAS AZEVEDO

Trabalhou no Bonsai, o mais antigo restaurante japonês de Lisboa, onde chefiou a cozinha durante três anos. Perfeccionista e estudioso quis levar o conhecimento da gastronomia nipónica mais além e para isso passou várias temporadas no Japão. Este contacto com a verdadeira cozinha japonesa determinou a sua visão e atitude para com o produto, o prato e o cliente, diferenciando o seu trabalho do que acontecia nos restaurantes japoneses que proliferavam na cidade.

HUGO E LILIANA (HUMOR AO LUME, ESPINHO)

HUGO E LILIANA (HUMOR AO LUME, ESPINHO)

O entusiasmo com que Liliana e Hugo falam do seu trabalho é das melhores coisas que já passaram por este podcast. São um casal e também dupla de trabalho no Humor ao Lume, um negócio de cozinha de eventos. Ou seja, catering, mas em bom. Trabalhavam em áreas completamente diferentes quando o Masterchef Austrália e uma saudável competição familiar os fez ganhar o gosto por cozinhar e por se superarem nos seus pratos. São criativos, perfeccionistas e flexíveis: o importante é ver o cliente feliz.
DIOGO NOVAIS PEREIRA (PORINHOS, FAFE)

DIOGO NOVAIS PEREIRA (PORINHOS, FAFE)

Estudou cozinha na Escola de Hotelaria e Turismo do Porto. De seguida estagiou no DOP, no Porto e no El Club Allard, em Madrid. De regresso a Portugal, assume a chefia do restaurante Casa Torta, em Guimarães, a sua terra de nascença e onde a sua família gere o restaurante Novais há mais de cinco décadas. Em 2015 muda-se para o restaurante Oficina, Porto. Quatro anos depois, em 2019, torna-se chefe executivo do My Story Hotel Rossio, Lisboa. Está agora de regresso à cidade berço para um novo desafio, no restaurante familiar Porinhos. Foi Este ano Finalista do Concurso Chefe Cozinheiro do ano, arrecadando o 3º Lugar.
TIAGO VELEZ (GERTRAL)

TIAGO VELEZ (GERTRAL)

O Chef com infancia vivida entre Lisboa e Ribatejo, tem construido um trajeto super versatil ao longo da sua carreira. Depois de Varios anos ligado ao grupo Trivalor, a vida levou-o para São Tomé, para Chefia o Omali, mas a feliz deriva africana, de vivências, aromas e especiarias, também por Cabo Verde e Moçambique, entre outros, deu-lhe inspiração e novas possibilidades para as suas interpretações. Regressaria a Portugal em 2017, como Head Chef do Grupo Sem Espinhas, para uma incursão quase exclusiva no peixe, elemento crucial, incontornável nas suas cartas. Que aliás voltou a projetar, já em 2019, no lisboeta Jaquinzinho. Depois de passagem pela Adega Mãe e Hotel do Mar, em Sesimbra, prepara-se para assumir um novo desafio ao Leme da Gertral.
ANA MAGALHÃES (SIX SENSES DOURO VALLEY, LAMEGO) CCA 2022

ANA MAGALHÃES (SIX SENSES DOURO VALLEY, LAMEGO) CCA 2022

Aos 26 anos, Ana Magalhães, subchefe no Hotel Six Senses Douro Valley, em Lamego, fez a prova da sua vida e sagrou-se vencedora do histórico concurso Chefe Cozinheiro do Ano. Ana fez história ao ser a primeira mulher em mais de duas décadas a ganhar a competição. O palco do presente e do futuro da cozinha é agora dela. Nascida no Porto, passou grande parte da sua vida em Lamego, no Douro. Formada em Gestão e Produção de Cozinha na Escola de Hotelaria e Turismo Douro-Lamego, iniciou o seu percurso no Hotel Rural Quinta Nova Nossa Senhora do Carmo, passando depois pelo Hotel Vila Park e pelo Falésia Hotel. Em 2014, chegou ao Hotel The Yeatman depois de uma primeira experiência no Hotel Six Senses Douro Valley – para onde voltou em 2019, primeiro como chefe de partida e, mais tarde, como subchefe, cargo que exerce atualmente. Pelo meio, e ao longo de três anos e meio, solidificou conhecimentos no Hotel Casa da Calçada.
RICARDO NOGUEIRA (MUGASA, FOGUEIRA)

RICARDO NOGUEIRA (MUGASA, FOGUEIRA)

Ricardo Nogueira é o mestre do leitão do Mugasa, em Sangalhos. O restaurante de família, inaugurado há mais de 40 anos pelos seus pais, Helena e Álvaro, é uma das referências da Bairrada e Ricardo é unanimemente considerado aquele que assa leitão com maior consistencia, destacando se tambem na mestria com que o trincha.
LEONEL OLDMAN RIBEIRO (CABEÇA DE PORCO, PORTO)

LEONEL OLDMAN RIBEIRO (CABEÇA DE PORCO, PORTO)

Leonel é um dos grandes mestres da Arte da Charcutaria e Cozinha de Fogo e Fumo em Portugal. Persistente e Resiliente, pratica uma Cozinha que reflete todo o seu trajeto profissional, com bases de cozinha francesa, mas com muita influencia das suas origens brasileira e das cozinhas Soul, Cajun e Criola.
LIDIA BRAS (STRAMUNTANA, GAIA)

LIDIA BRAS (STRAMUNTANA, GAIA)

Nascida no nordeste Transmontano foi viver para Vila Nova de Gaia com 12 anos. Estudou artes gráficas, fotografia e desenho mas desde cedo o “bichinho” da cozinha despertou a vontade de preencher o vazio que havia na sua vida profissional. A sua cozinha tenta preservar a autenticidade, a sazonalidade e as características da cozinha portuguesa, por vezes, com um toque pessoal de inovação. Autodidata, mantém uma intrínseca relação com Trás-os-Montes e com os modos e costumes das suas raízes, a partir de investigações sobre o receituário Transmontano ancestral ligado maioritariamente a tradições de festas populares, comidas do campo e rituais específicos daquela região. Em 2019, abriu o restaurante Stramuntana, em Vila Nova de Gaia.
MIYUKI KANO (SEMEAR)

MIYUKI KANO (SEMEAR)

Começou a sua carreira em pastelaria no Myriad by Sana, passando depois pelos restaurantes Assinatura e 100 Vícios. De seguida, seguiu para a Copenhagen Coffee Lab, 1300 Taberna, Kanazawa e Sála. Em 2020 criou a marca Brio, Brioche Artesanal. Nos ultimos anos tem-se dedicado a alguns projetos de formação e inclusão Social em projetos fantásticos como o Café Joyeux e agora a Semear.
ROGERIO BARBOSA (FEEL VIANA, VIANA DO CASTELO)

ROGERIO BARBOSA (FEEL VIANA, VIANA DO CASTELO)

O seu trajeto no mundo da Cozinha começou tarde, mas nem por isso deixa de ter um percurso fantastico e super enriquecedor. O Finalista do Concurso Chefe Cozinheiro do Ano 2021, já passou por alguns locais estrelados como The Yeatman, A cozinha e Pepe Vieira. É um verdadeiro apaixonado por Gastronomia, e actualmente Chefe de Cozinha do Hotel Feel Viana. Tem uma cozinha muito peculiar, unindo a inovação ao receituario Tradicional.
MIGUEL MOURA MENEZES (ALBERO, FIGUEIRA DA FOZ)

MIGUEL MOURA MENEZES (ALBERO, FIGUEIRA DA FOZ)

É um dos jovens chefs a acompanhar com melhor atenção, e que tem construido ao longo dos anos um trajeto serio e consistente dentro do panarama gastronómico nacional. No seu Albero, na Figueira da Foz pratica uma cozinha séria, consistente, muito baseada no Produto e na Sazonalidade do mesmo. É uma das estreias no Vagos Sensation Gourmet.
INES BEJA E NUNO FONTE (DERAIZ, VISEU)

INES BEJA E NUNO FONTE (DERAIZ, VISEU)

Nuno Fonte e Inês Beja, ambos cozinheiros e parceiros de vida, nasceram e cresceram a pouco mais de 20 quilómetros de distância um do outro: ela em Mangualde, ele em Canas de Senhorim, terras pertencentes ao distrito de Viseu. Os dois jovens só viriam a cruzar caminhos a nível profissional no restaurante de fine dining Mesa Lemos, do chefe Diogo Rocha, onde ganharam ferramentas importantes no seu percurso enquanto cozinheiros. Antes disso, após formação profissional, somaram experiências em diversos espaços de restauração da região. Em 2020, ano de grandes desafios, o casal aventurou-se ao abrir uma casa em que as raízes e memórias de cada um pudessem brilhar. A partir desta premissa inauguraram o DeRaiz, em Rebordinho, Viseu, na Beira Alta, um restaurante que tem como base a cozinha tradicional portuguesa e onde com recurso a receitas antigas, provenientes dos livros de receitas das avós de cada um, os cozinheiros aplicam técnicas modernas a juntar a um empratamento mais cuidado.
MARIA CALDEIRA DE SOUSA (CASA VELHA DA FONTE, CASTELO BRANCO)

MARIA CALDEIRA DE SOUSA (CASA VELHA DA FONTE, CASTELO BRANCO)

Mestrada em Alimentação, Fontes, Cultura e Sociedade, é fã do gastrónomo romano Apício e ela própria gastrónoma. Ao lado do marido, Rui de Sousa, recebe com generosidade quem visita o restaurante, a mesma que os fez acreditar na cultura, história e paisagem de todo o concelho de Idanha-a-Nova. É uma cozinheira de mão cheia, e uma fonte de sabedoria, alegria e boa disposição.
LUISA FERREIRA (SARDINHA FORA DA LATA)

LUISA FERREIRA (SARDINHA FORA DA LATA)

Nascida em Coimbra, há 39 anos, e criada no Luso, no sopé da serra do Bussaco, Luísa tinha já uma vida ligada à natureza antes de adotar uma dieta de base vegetal que a ajudou a perder 34 quilos. E a amparou depois na luta contra um cancro da pele. As suas receitas veganas simples, económicas e cheias de sabor deram origem ao blog. Neste livro, são poucos os ingredientes de especialidade veganos, com a maior parte dos produtos a coincidir com o nosso cabaz comum. Sem ingredientes de origem animal na cena, eles servem para fazer estufados, bolos e tartes, feijoadas e ensopados.
BRUNO RIBEIRO (MAE, LISBOA)

BRUNO RIBEIRO (MAE, LISBOA)

Depois de terminar o Curso de Produção alimentar em 2010, começou a trabalhar no Vin Rouge e ao longo dos anos passou por varios restaurantes como Mariscador, Largo e 1300 Taberna. Este uns anos ligado a THU como R&D Chef e actualmente trabalha no MAE, em Lisboa.
PEDRO NOBRE (TASQUINHA ALENTEJANA, CUCUJÃES)

PEDRO NOBRE (TASQUINHA ALENTEJANA, CUCUJÃES)

Alentejano de gema é um dos chefs preferidos da zona centro. Dono e Senhor de uma mão cheia de sabor, e com brasas que gosta de trabalhar
JEFFERSON DIAS (AL SUD, LAGOS) CCA 2023

JEFFERSON DIAS (AL SUD, LAGOS) CCA 2023

Natural do estado brasileiro de Paraná, Jeferson Dias vive há 20 anos em Portugal. O agora Chefe Cozinheiro do Ano formou-se em Portalegre, trabalhou em Lisboa antes de rumar ao Algarve. Integra a equipa do Palmares Ocean Living & Golf Resort, em Lagos, onde se localiza o premiado restaurante Al Sud.